Fotografia: DR

Famílias da Ucrânia e da Rússia escreveram meditação da 13.ª Estação da Via-Sacra do Papa

Sexta-feira Santa, no Coliseu de Roma

Francisco de Assis
11 Abr 2022

O Papa Francisco confiou a diferentes famílias a redação das meditações da Via-Sacra de Sexta-feira Santa. A 13.ª Estação foi escrita por duas famílias que vivem a preocupação da guerra, uma da Ucrânia e outra da Rússia.

A morte em redor. A vida que parece perder valor. Tudo muda em poucos segundos. A existência, os dias, brincar com a neve de inverno, ir buscar os filhos à escola, o trabalho, os abraços, as amizades… tudo. Inesperadamente tudo perde valor», lê-se na meditação da 13ª Estação da Via Sacra que o Papa vai presidir, na próxima sexta-feira, no Coliseu de Roma. No livreto da Via-Sacra, as duas famílias do leste afirmam que as lágrimas acabaram-se e a raiva deu lugar à resignação, no decorrer da guerra que começou a 24 de março.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up