Fotografia: DR

UE condena ataque a estação ferroviária em Kramatosrk no Donbass

Pelo menos 35 pessoas morreram e 100 ficaram feridas num ataque a uma estação de comboios de Kramatorsk, na região do Donbass.

Redação/Lusa
8 Abr 2022

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, condenou o ataque russo a uma estação ferroviária de Kramatorsk, na Ucrânia, que provocou hoje pelo menos 35 mortes.

“Condeno veementemente o ataque indiscriminado desta manhã contra uma estação de comboio em Kramatorsk pela Rússia, que matou dezenas de pessoas e deixou muitas mais feridas”, escreveu Borrell, na sua conta na rede social Twitter.

O Alto Representante para a Política Externa e de Defesa da UE acrescentou ainda que o ataque com ‘rockets’ à estação “é mais uma tentativa de fechar vias de saída para aqueles que fogem desta guerra injustificada e de causar sofrimento humano”.

Pelo menos 35 pessoas morreram e 100 ficaram feridas num ataque a uma estação de comboios de Kramatorsk, na região do Donbass, leste da Ucrânia, cidade que está sob controlo das forças de Kiev, segundo informação dos serviços de socorro locais.

Entretanto, a Rússia já negou que as suas forças armadas tenham realizado este ataque.

“Todas as acusações de representantes do regime nacionalista de Kiev de que a Rússia realizou um ataque com mísseis na estação ferroviária de Kramatorsk são uma provocação e não correspondem à verdade”, disse o Ministério da Defesa, num comunicado publicado na sua página oficial na rede de mensagens Telegram.





Notícias relacionadas


Scroll Up