Fotografia: DR

Valença inicia estratégia de habitação para melhorar casas de 249 pessoas

Obras arrancam depois da Páscoa.

5 Abr 2022

A Câmara de Valença inicia, depois da Páscoa, a reabilitação do primeiro de cinco bairros sociais onde vivem, “em condições indignas”, 93 famílias, num total 249 pessoas, ao abrigo da Estratégia Local de Habitação (ELH).

“Esta é a primeira de um conjunto de intervenções delineadas para os bairros sociais de Valença, visando a disponibilização de condições de habitabilidade adequadas ao bem-estar das famílias”, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira.

O autarca socialista daquela que é a segunda cidade do distrito de Viana do Castelo adiantou que, “além da reabilitação dos cinco bairros existentes”, o município pretende “ser mais ambicioso na implementação da ELH, contemplando o alargamento das respostas de habitação social ou a custos controlados”.

Os cinco bairros sociais integrados na ELH situam-se nas freguesias de Cerdal (2), São Pedro da Torre (1), União de Freguesias de Valença, Cristelo Covo e Arão (1) e outro na freguesia de Friesta.

“O acesso à habitação é um direito consagrado na Constituição. Por isso, a autarquia pugnará para que todas as famílias valencianas tenham uma habitação condigna”, destacou.

No total, “as obras que irão decorrer nos cinco bairros sociais do concelho terão um valor global de cerca de 2,1 milhões de euros”.

A reabilitação do bairro de Passos, em Cerdal, vai iniciar-se depois da Páscoa.

O auto de consignação da reabilitação do bairro social de Passos, com um prazo de execução de 180 dias e um valor de aproximadamente 175 mil euros, foi assinado em 31 de março.

A operação “visa a reabilitação do bloco habitacional, composto por 6 fogos (2 T4, 2 T3 e 2 T2), que atualmente se encontra com graves patologias, principalmente ao nível de infiltrações na cobertura, fachadas, condições térmicas e acústicas deficientes, instalações sanitárias, pisos e carpintarias interiores em alguns fogos degradadas”.

Também no exterior, as fachadas “vão ser alvo de obras, nomeadamente ao nível de isolamento térmico e substituição dos rufos da cobertura”.

“Esta intervenção pretende criar melhores condições de habitabilidade e dignidade de modo a melhorar a qualidade de vida destas famílias”, destacou José Manuel Carpinteira.

A ELH “promove um reforço da reabilitação urbana assente numa oferta habitacional mais diversificada e inclusiva que passará, também, pelo alargamento do Parque habitacional adequado à população mais vulnerável”.

A empreitada no bairro social de Passos está a cargo da empresa Baltor Steel, Lda., financiada pelo Programa 1.º Direito (Programa de Apoio ao Acesso à Habitação), no âmbito do Acordo de Colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU).





Notícias relacionadas


Scroll Up