Fotografia: DM

Cursilhos de Cristandade são presença «decisiva» para a Igreja e sociedade

D. Nuno Almeida destaca «empenho e generosidade» dos cursistas.

Jorge Oliveira
2 Abr 2022

O bispo auxiliar de Braga destacou hoje a importância da missão dos Cursilhos de Cristandade, numa altura em que o mundo vive confrontado com a ameaça de uma nova guerra mundial.

«Os Cursinhos de Cristandade são células vivas, muito discretas, com uma presença capilar, mas cada vez mais importante e cada vez mais decisiva, não só para a vida da Igreja mas para a vida da sociedade, num momento tão complexo, tão incerto, tão indefinido em relação ao futuro», notou o prelado.

D. Nuno Almeida falava na sessão de abertura do Encontro do Núcleo do Norte do Movimento dos Cursilhos de Cristandade (MCC), que decorreu no Centro Pastoral da Arquidiocese de Braga.

Referindo que «a alegria de viver e de anunciar o Evangelho» é uma missão comum a todos os movimentos da Igreja e que nesta missão todos são «essenciais», o prelado incentivou os cursistas a viverem e a praticarem a caridade e a serem sinais e semeadores de paz no mundo.

«Estes tempos de muita perplexidade exigem de nós um recomeço. É hora de recomeçar, de perder o medo. Juntos levámos o testemunho, gestos de amor», afirmou.

Este Encontro do Núcleo do Norte dos Cursilhos de Cristandade realiza-se anualmente de forma rotativa por Dioceses (Viseu, Lamego, Vila Real, Bragança-Miranda, Viana e Braga). 

Este ano coube ao MCC de Braga organizar o evento, tendo participado perto de meia centena de representantes dos Secretariados dos MCC do Norte.

Em nome do Arcebispo D. José Cordeiro e da Arquidiocese de Braga, D. Nuno Almeida saudou a presença dos cursistas e agradeceu-lhe a «perseverança, o empenho, a generosidade, o testemunho».

Além da divulgação das atividades do Movimento, neste encontro partilham-se dificuldades, experiências, tiram-se dúvidas e também reforçam-se laços entre os cursistas, disse José Fernandes, presidente do secretariado dos CCM de Braga.

Uma das próximas atividades do MCC será o Encontro Nacional de Dirigentes, que se realizará nos dias 23 e 24 de abril, em Torres Vedras.  

O encontro de ontem iniciou-se com a oração de Laudes de Sábado da IV Semana da Quaresma e terminou com outra oração na Capela da Imaculada, no Seminário de Nossa Senhora da Conceição.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up