Fotografia:

Ministro do Ambiente realça vantagens do transporte coletivo face ao preços dos combustíveis

Dois dias depois de ter tomado posse como membro do atual Governo, a primeira iniciativa de Duarte Cordeiro enquanto ministro do Ambiente e da Ação Climática foi o lançamento da Carris Metropolitana, marca única e integrada dos transportes urbanos da Área Metropolitana de Lisboa.

1 Abr 2022

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, defendeu hoje o uso do transporte coletivo como a forma de mobilidade urbana “mais económica e sustentável”, vantagens que “são ainda maiores” face ao aumento dos preços dos combustíveis.

Dois dias depois de ter tomado posse como membro do atual Governo, a primeira iniciativa de Duarte Cordeiro enquanto ministro do Ambiente e da Ação Climática foi o lançamento da Carris Metropolitana, marca única e integrada dos transportes urbanos da Área Metropolitana de Lisboa, que foi apresentada hoje, dia em que se celebra o terceiro aniversário do passe Navegante, implementado no âmbito do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART).

Duarte Cordeiro destacou a “importância transformadora” da marca Carris Metropolitana, num caminho de “reforço da oferta”, que se insere no PART, programa lançado há três anos “com uma dupla intenção: reduzir o uso do automóvel nas áreas metropolitanas e reduzir a fatura da mobilidade dos portugueses”.

Assumindo o compromisso de consolidar e valorizar as políticas herdadas do seu antecessor João Pedro Matos Fernandes, o atual ministro do Ambiente e da Ação Climática disse que “o desafio agora é manter e estabilizar o PART e fazer regressar aos transportes coletivos os passageiros perdidos por causa da pandemia” de covid-19, realçando o impacto do programa como uma das medidas “com maior alcance na poupança do rendimento das famílias”.

No caso de agregados mais numerosos na periferia das áreas metropolitanas, resultou em “poupanças nunca inferiores a 200 euros por mês”, acrescentou.

“Se foram desta magnitude em 2019, agora com a escalada dos preços dos combustíveis no mercado internacional fruto das consequências da guerra [na Ucrânia], as vantagens do uso do transporte coletivo são ainda maiores, é a mais económica e sustentável forma de mobilidade urbana”, declarou o governante.





Notícias relacionadas


Scroll Up