Fotografia: DR

Ricardo Silva contra «subtrair espaço verde» à zona da Goladas

O presidente da Junta de Freguesia de S. Victor reafirmou, então, «o total compromisso com o hóquei e com as demais coletividades desportivas da freguesia em promover e catapultar a cultura desportiva», vinca, em declarações ao Diário do Minho, o governante.

Pedro Vieira da Silva
31 Mar 2022

O presidente da Junta de Freguesia de São Victor, Ricardo Silva, recorda, em resposta às acusações de que foi alvo por parte do HC Braga, que acusou o autarca de «incoerência» em relação às obras de requalificação do Pavilhão das Goladas, na capital minhota, que quando visitou as instalações, em agosto de 2021, a reunião de trabalho versou sobre «um processo de requalificação, não tendo havido suporte gráfico, nem tão pouco auscultação prévia por parte da entidade promotora».

A «Junta de Freguesia de S. Victor respeita as ideias manifestadas pelo HCB, num espírito de liberdade crítica», vinca Ricardo Silva.
«A nossa reunião de trabalho manifestou isso mesmo, suportando a ideia de uma Semana do Desporto e da necessidade de melhorar as infra-estruturas do hóquei», destaca Ricardo Silva.

O presidente da Junta de Freguesia de S. Victor reafirmou, então, «o total compromisso com o hóquei e com as demais coletividades desportivas da freguesia em promover e catapultar a cultura desportiva», vinca, em declarações ao Diário do Minho, o governante.

«Aquilo que desejamos para o hóquei é que tenha as melhores condições para o desenvolvimento da prática formativa e desportiva, pelo que entendemos que para satisfazer todas as necessidades deste clube, o ideal seria encontrar uma zona menos pressionada e com outra capacidade de edificação. Não é desejável subtrair espaço verde, numa zona densamente habitada», junta Ricardo Silva.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up