Fotografia: SCB

Patrícia Morais agarra Taça da Liga para o Sporting de Braga nas grandes penalidades

Vitória frente ao Benfica.

Lusa
24 Mar 2022

O Sporting de Braga conquistou hoje a primeira Taça da Liga de futebol feminino da história do clube, ao vencer o Benfica na final nas grandes penalidades por 3-2, depois de um empate a zero.

Na reedição da final de 2019/20, Patrícia Morais foi a figura das bracarenses ao defender duas grandes penalidades, com o pontapé decisivo de Cloé Lacasse a acertar na trave, que ‘leva’ o troféu para Braga pela primeira vez.

Logo nos primeiros segundos, as ‘arsenalistas’ ficaram perto de inaugurar o marcador, num remate de Ana Rute após cruzamento de Jermaine Seoposenwe que saiu ligeiramente por cima da trave.

As lisboetas responderam em contra-ataque, Kika Nazareth lançou Cloé Lacasse na área, mas o remate da canadiana foi travado pelos pés de Patrícia Morais, numa altura em que o Benfica começava a ganhar controlo da partida, voltando a ameaçar num remate de Ana Vitória desviado para as malhas da baliza.

No entanto, pertenceu às minhotas o lance mais perigoso do primeiro tempo, num cabeceamento de Anouk Dekker à trave, já depois de Carolina Mendes ter rematado para uma boa defesa de Katelin Talbert.

No segundo tempo, as equipas encaixaram-se melhor, o ritmo baixou e os lances dignos de registos escassearam, muito por culpa das várias paragens por problemas musculares das atletas.

A exceção foi uma iniciativa individual de Ana Vitória, que, com uma receção orientada, tirou uma adversária da frente, entrou na área e rematou forte, mas por cima da trave.

No prolongamento, Vanessa Marques esteve perto de inaugurar o marcador por duas vezes de cabeça: na primeira, o esférico saiu ligeiramente ao lado e, na segunda, viu o tento ser-lhe negado por Christy Ucheibe em cima da linha de golo.

No desempate por grandes penalidades, Anouk Dekker, Vanessa Marques e Andreia Norton marcaram para as minhotas – Laura Luís falhou –, enquanto nas ‘águias’ Pauleta e Carole Costa foram as únicas a marcar e no pontapé decisivo Cloé Lacasse acertou na trave.





Notícias relacionadas


Scroll Up