Fotografia: DR

Centenas de agricultores concentraram-se para reclamar «preços justos»

Os agricultores aproveitaram a abertura da AGRO para reivindicarem ao Governo medidas urgentes para o setor.

Rita Cunha
24 Mar 2022

Centenas de agricultores concentraram-se esta manhã, em Braga, para reivindicarem ao Governo o escoamento da produção agrícola e florestal nacional «a preços justos».

«Agricultores estão a ser explorados e arruinados», «Exigimos escoamento e preços justos para os nossos produtos», «Combate à especulação com os preços dos fatores de produção» e «Apoios específicos à mulher agricultora no Estatuto da Agricultura Familiar» eram algumas das frases que se podiam ler nas tarjas.

O protesto, organizado pela Confederação Nacional de Agricultores (CNA), teve início no centro da cidade e seguiu em direção ao recinto onde decorre a 54.ª edição da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, descendo os manifestantes pela Avenida da Liberdade.

De acordo com Vítor Rodrigues, dirigente da CNA, é necessária uma mudança de políticas por parte do Governo devido aos «tempos complicados» que se estão a viver, causados por uma série de fatores como a pandemia de covid-19 e, mais recentemente, a guerra na Ucrânia e a seca.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up