Fotografia: DR

AF Braga desafiou FC Vizela a promover a leitura na Escola

Ação integrada no centenário decorreu hoje na Escola EB 2,3 Caldas de Vizela.

Redação
22 Mar 2022

A Associação de Futebol de Braga associou-se à iniciativa Craques da Leitura integrada no plano de ação do PNL2027 e criou os Craques da Leitura AF Braga para sensibilizar as crianças e jovens dos diferentes ciclos de ensino, dos diferentes concelhos do distrito, para a leitura. A iniciativa que teve a sua primeira edição em novembro, em Famalicão, passou hoje, já integrada no Programa do Centenário da AF Braga, pela Escola EB 2,3 Caldas de Vizela, em Vizela, com os jogadores Igor Julião e Koffi Kouao do Futebol Clube de Vizela.

Cento e vinte alunos do 5.º, 6.º e 7.º anos de escolaridade, acompanhados pelos professores, vestidos a rigor com camisolas e cachecois, receberam com euforia os atletas do Clube da terra. Na plateia estiveram também Manuel Machado, Presidente, e Pedro Sousa, Vice-Presidente Substituto da AF Braga, Agostinha Freitas, Vereadora da Educação, e Rui Ferreira, Vereador do Desporto, da Câmara Municipal de Vizela.

Margarida Direito, diretora de comunicação e marketing da AF Braga, moderou a conversa sobre leitura e livros. “O livro é democrático. Permite que todos, independentemente da sua classe social ou situação económica, tenham acesso à mesma informação. Ler permitiu-me ser melhor, crescer, evoluir, dominar assuntos e temáticas muito distintos, que hoje me deixam confiante para conversar com qualquer pessoa, desde o ex-presidente do Brasil a um de vocês. De onde eu venho, do Brasil, não há as oportunidades que vocês têm aqui. Uma escola fantástica, educação gratuita de elevada qualidade. Ler educou-me.” afirmou Igor Julião.

Koffi Kouao referiu a importância da leitura para a aprendizagem de novas línguas e culturas “Sou da Costa do Marfim. Quando cheguei a Portugal só falava francês e ninguém falava francês. A leitura permitiu-me hoje saber falar três línguas – francês, inglês e português – e estar a aprender uma quarta – o espanhol“.

Os atletas sugeriram a leitura dos livros, da Coleção Livros FPF, “Escola de Futebol 1ª Época – Quando o Futebol Domina o Mundo” e “Escola de Futebol 2ª Época – Quando o Futebol Salva o Mundo” que estão cheios de histórias verídicas, ciência e factos fascinantes sobre o futebol em diferentes países e culturas. A AF Braga com o apoio da FPF ofereceu os dois títulos à Escola EB 2,3 Caldas de Vizela e ainda os livros “As guarda-redes usam tiaras?” e “Contas de Cabeça – 50 Desafios Matemáticos de Futebol” da Coleção Livros FPF.

O tão aguardado momento de perguntas e respostas permitiu aos atletas esclarecer dúvidas sobre livros e leitura mas também sobre as suas carreiras. Quando questionado se tinha medo de defrontar os chamados três grandes, Igor Julião emocionou a plateia ao responder “de onde eu venho, temos medo de não ter comida na mesa no final do dia, de sermos assassinados no caminho para a escola. Quando jogo futebol, eu sou só feliz. Trabalhei muito para ser profissional de futebol, sou muito focado e treino todos os dias para ser melhor“. Koffi falou das dificuldades de quando chegou a Portugal, sobretudo o desafio da língua, mas afirmou que “hoje eu sou vizelense. Tenho um enorme orgulho em representar este clube. E, tal como o Igor, só queremos que o Vizela fique muitos anos na Primeira Liga! O Clube, os vizelenses e Vizela merecem!“.

Este foi um momento de promoção da leitura, mas também de promoção do desporto e do futebol. Um vez mais, a AF Braga afirmou que “acredita que, leitura e desporto, são ferramentas para a construção e consolidação de uma sociedade livre, com coesão social, mais equilibrada e feliz“.





Notícias relacionadas


Scroll Up