Fotografia: DM

Cordão humano pela paz juntou cerca de 200 pessoas em Mire de Tibães

Iniciativa solidária teve lugar esta manhã, em Braga.

Rita Cunha
20 Mar 2022

O repto foi lançado pelo GUT (Grupo Unidos de Tibães) e a população marcou presença, esta manhã, num cordão humano pela paz.

Cerca de 200 pessoas, a maioria vestida de branco, concentraram-se esta manhã junto ao Mosteiro de Tibães no sentido de apelar à paz em todo o mundo, promovendo um momento de reflexão de especial pertinência numa altura em que decorre uma guerra na Ucrânia.

A iniciativa contou a colaboração dos escuteiros do XI Agrupamento de Mire de Tibães e da Junta de Freguesia, cujos elementos estiveram presentes, para além da população local.

O momento contou com uns minutos de reflexão a cargo do padre Francisco Marcelino Monteiro Esteves, que salientou a importância de se unirem esforços em prol da paz no mundo e de a guerra ter um fim, estando a massacrar vítimas inocentes todos os dias.

De seguida, teve lugar um período de meditação ao som do saxofone da jovem Isabel Quintas, da freguesia, e dos cânticos de Lara Silva.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up