Fotografia: Francisco de Assis

Maioria dos refugiados deixa Braga até quarta-feira após concluírem do processo de legalização

Alojados no Hotel João Paulo II

Francisco de Assis
7 Mar 2022

Pelos melhores motivos, a cidade de Braga vai ficar na memória destes primeiros 44 refugiados ucranianos que chegaram à cidade na madrugada de segunda feira fugidos da guerra.

No entanto, para a esmagadora maioria, Braga será apenas um ponto de passagem, uma vez que amanhã devem deixar a cidade rumo a vários pontos do país, depois de um processo de legalização junto dos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, que deu autorização de residência; e da inscrição na Segurança Social, na Autoridade Tributária e no Serviço Nacional de Saúde.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up