Fotografia: Avelino Lima

Póvoa de Lanhoso solidária com Ucrânia em marcha que juntou centenas de pessoas

Portugueses e ucranianos uniram-se numa cerimónia emotiva na qual foram entoados os hinos de ambos os países.

Rita Cunha
6 Mar 2022

Centenas de pessoas participaram hoje numa marcha solidária contra a guerra na Ucrânia. A concentração aconteceu ao início da manhã, na Praça Eng. Armando Rodrigues, seguindo os participantes em direção aos Paços do Concelho onde, no exterior, se ouvia a música “Imagine”, de John Lennon. Já depois da cerimónia, foram entoados os hinos de Portugal e da Ucrânia, findos os quais ecoaram palmas.

Nesta cerimónia emotiva que juntou portugueses e alguns ucranianos, as cores da bandeira da Ucrânia – azul e amarelo – eram as dominantes. Várias famílias, associações, Juntas de Freguesia e Agrupamentos de Escolas juntaram-se para marcar posição contra a guerra iniciada pela Rússia no passado dia 24 de fevereiro e prestar apoio ao povo ucraniano, tanto ao que está longe como ao que vive em território luso.

“Calem as armas”e “Stand with Ukraine” [Estamos com a Ucrânia] eram algumas das mensagens que podiam ser lidas nos cartazes que os participantes seguravam, ao mesmo tempo que tinham vestida uma t-shirt alusiva ao momento.
A marcha contou com a participação de vários elementos do Executivo Municipal, entre eles o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, que referiu o objetivo do ato simbólico de ontem: «apoiar o povo ucraniano».

«A Póvoa de Lanhoso deu hoje um sinal de que está contra tudo o que se tem passado e que está disponível para ajudar a resolver», disse, ao DM, Frederico Castro.

A Póvoa de Lanhoso conta com três pontos de recolha: nas instalações das Juntas de Freguesia de Monsul e da Póvoa e na associação de S. Martinho do Campo.

 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up