Fotografia: DR

Maria José Fernandes eleita nova presidente do Conselho Coordenador dos Politécnicos

É a primeira mulher a assumir a presidência do conselho, substituindo Pedro Dominguinhos.

Redação/Lusa
17 Fev 2022

A presidente do politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Maria José Fernandes, foi eleita nova presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), cargo que deverá ocupar até 2024, foi hoje anunciado.

Maria José Fernandes, que era vice-presidente do CCISP, foi eleita por unanimidade e é a primeira mulher a assumir a presidência do conselho, substituindo Pedro Dominguinhos.

Em comunicado, o CCISP refere que a nova presidente tem como prioridades afirmar o ensino superior politécnico no panorama nacional e internacional e contribuir para cumprir os objetivos no âmbito da Agenda Europeia 2030, insistindo também no estatuto de universidades politécnicas.

“A visão estratégica dos politécnicos, enquanto agentes de transformação das sociedades e das regiões onde atuam, deve continuar a orientar-se para a concretização dos desafios societais, através do desenvolvimento de atividades de ensino, investigação e de interação com a sociedade que promovam a aquisição das futuras competências avançadas”, cita o comunicado.

Para o mandato de dois anos, que deverá assumir em abril, data da tomada de posse, pretende reforçar a relação das instituições com as empresas, autarquias e outras instituições públicas e privadas.

Quanto à Agenda Europeia 2030, o objetivo é que os politécnicos reforcem a sua contribuição através da qualificação e formação ao longo da vida e da melhoria de competências das pessoas “enquanto motor fundamental do processo de desenvolvimento e transformação económica e social que se pretende”.

Relativamente à investigação, desenvolvimento e inovação, a nova presidência pretende alinhar a estratégia dos institutos com os chamados ‘European Innovation Hubs’, de forma a promover o aumento do impacto social das atividades, contribuindo também para o desenvolvimento sustentável das regiões.

“Para concretizar este objetivo, é fundamental que os Politécnicos possam atribuir o grau de doutor, pelo que esta será uma das prioridades deste início de mandato”, sublinha Maria José Fernandes.

Nesse sentido, a nova presidente adianta que o CCISP vai voltar a submeter, na Assembleia da República, a iniciativa legislativa de cidadãos para alterar a designação dos institutos politécnicos para universidades politécnicas, permitindo também que possam atribuir o grau de doutor.

Maria José Fernandes refere ainda reformas fundamentais para os próximos anos, como a revisão do Revisão do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior e o Estatuto da Carreira de Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico.

“O CCISP quer participar e ser parte integrante no processo de transformação social e de desenvolvimento cultural de Portugal”, sublinha.

Maria José Fernandes, presidente desde 2017 do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, é licenciada em Gestão, doutorada em Ciências Empresariais e tem o título de agregada em Gestão pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa.





Notícias relacionadas


Scroll Up