Fotografia: DM

“Amor” triunfa na Gala Namorar Portugal

Concurso de moda de Vila Verde premeia Egídia Gomes, criadora angolana a residir na Maia.

Jorge Oliveira
15 Fev 2022

Um coordenado inspirado no amor, de Egídia Gomes, 34 anos, criadora angolana a residir na Maia, foi o grande vencedor do XVIII Concurso Internacional de Criadores de Moda de Vila Verde, realizado na noite de ontem, Dia dos Namorados, no Parque Industrial de Gême.

Pela passarela da Gala Namorar Portugal – o principal evento da programação municipal “Fevereiro – Mês do Romance”, desfilaram 73 coordenados de concorrentes a título individual e de alunos de 14 instituições de ensino, das quais uma de Espanha, inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados e nas escritas de amor.

Após a entrega do prémio, no valor de mil euros, a vencedora, bastante emocionada, confessou que «não estava nada à espera» deste reconhecimento do júri, até porque só veio a Vila Verde para participar, desafiada por uma amiga, Cátia Rascão, que arrecadou o terceiro prémio deste concurso, no valor de 250 euros.

«Concorri por concorrer, porque em mim mora o bichinho da moda», disse Egídia Gomes aos jornalistas, admitindo que este prémio pode funcionar como incentivo para recomeçar o seu percurso na moda.

Esta foi a segunda vez que participou no Concurso Internacional de Criadores de Moda de Vila Verde. A primeira vez foi há 13 anos, veio pela ETAP – Escola Tecnológica, Artística e Profissional de Pombal como estudante.

Desde que terminou o curso nunca mais trabalhou nesta área. Em 2019 teve um cancro da mama e decidiu que queria fazer o que mais gosta: criações de moda.

A peça que Egídia Gomes apresentou na Gala Namorar Portugal de 2022 chama-se “Amor” e tem a ver com o seu «caminho» nestes últimos anos, representando o amor que o marido teve para com ela durante o período em que esteve doente.

O segundo prémio, no valor de 500 euros, foi atribuído ao coordenado apresentado pelo INOVINTER- Centro de Formação e Inovação Tecnológica (Braga).

Aquando da entrega dos prémios, a presidente da Câmara de Vila Verde agradeceu a todos os concorrentes individuais e escolas por serem uma «verdadeira montra e mostra de talento», ao júri, que não teve trabalho fácil face a «tanta qualidade» apresentada, e às bordadeiras da Aliança Artesanal, para quem pediu uma salva de palmas.

«É sempre por elas e é nelas que está este saber fazer, é nelas que estão as escritas de amor, são nas mãos delas que está esta tradição», sublinhou Júlia Fernandes.

Este ano, devido à pandemia, a Gala Namorar Portugal realizou-se num formato diferente, sem o habitual  jantar romântico e com menos pessoas a assistir.

Kika Cerqueira Gomes, Cheyenne Felix, Ana Elisa e Edir foram os manequins que desfilaram as criações, inspiradas nos motivos dos Lenços de Namorados.

A Gala Namorar Portugal, o ponto alto da programação municipal “Fevereiro- Mês do Romance”, contou ainda com um desfile de coordenados de estilistas consagrados, nomeadamente de Anabela Baldaque, Nuno Gama, Rafael Freitas, Luís Carvalho e Natália Mil-Homens Pereira.

A apresentação esteve a cargo de Maria Cerqueira Gomes e a animação musical foi assegurada pelo cantor FF, acompanhado pela Orquestra VIV’ARTE, dirigida pelo maestro Idílio Nunes, e por Daniel Fernandes,  jovem que ficou em terceiro lugar no concurso “The Voice Portugal”.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up