Fotografia: DR

Amares avança com obras de 1,5ME na igreja de Santa Maria de Bouro

A empreitada será apoiada pelo programa Portugal 2020, financiado por fundos europeus.

Redação/Lusa
15 Fev 2022

A Câmara de Amares vai realizar obras na igreja de Santa Maria de Bouro e nos espaços anexos, num projeto da autoria do arquiteto Souto Moura, orçadas em quase 1,6 milhões de euros.

Em comunicado, o município diz que aprovou, em reunião do executivo, o projeto técnico de execução, o programa de concurso, o caderno de encargos e a abertura de procedimento concursal para a empreitada designada por ‘Instalação do Núcleo de Interpretação do Mosteiro de Santa Maria de Bouro’.

A empreitada, segundo a câmara, visa a “valorização sociocultural e económica do norte do concelho” e pretende “dar continuidade a um projeto iniciado nos anos 90, que se concretizou na transformação e adaptação do edifício conventual a Pousada de Portugal”.

A obra vai ter o acompanhamento técnico da DRCN – Direção Regional de Cultura do Norte e “pretende recuperar a antiga residência paroquial, permitindo a utilização do espaço como núcleo de interpretação sobre o monumento, assim como uma intervenção na conservação e restauro da igreja”, explica a autarquia.

Para o presidente da Câmara de Amares, este “é um momento muito importante para o desenvolvimento do concelho”.

“Esta é uma obra pela qual lutámos muito. O Mosteiro de Santa Maria de Bouro integra o roteiro dos principais pontos de interesse religioso e histórico-cultural do nosso concelho. Vamos avançar para a abertura deste concurso e para uma obra que trará mais dinâmica, mais turismo e mais postos de trabalho”, afirma Manuel Moreira, citado no comunicado do município.

O autarca sublinha que a igreja de Santa Maria de Bouro “é um espaço riquíssimo e de uma beleza enorme que conta muitas histórias, mas que necessitava de intervenção”.

“Era um anseio muito grande da população de Amares. Com esta obra estamos a dar um passo muito importante na dinâmica do nosso território”, acredita Manuel Moreira, reeleito pela coligação PSD/CDS-PP para um terceiro mandato, nas eleições legislativas de outubro de 2021.

A obra, que será levada a cabo pelo município de Amares, resulta de uma parceria entre a Direção Regional de Cultura do Norte, a Câmara de Amares, a Junta de Freguesia de Bouro Santa Maria e a Fábrica da Igreja Paroquial de Bouro Santa Maria.

A empreitada será apoiada pelo programa Portugal 2020, financiado por fundos europeus, através da candidatura aprovada no âmbito do ‘Património Cultural’, para promover a proteção, a valorização, a conservação e a divulgação do património histórico-cultural da Igreja de Bouro Santa Maria, sacristia e espaços adjacentes.





Notícias relacionadas


Scroll Up