Fotografia: Avelino Lima

D. Jorge convida consagrados a colocarem carismas ao serviço da sociedade

Arcebispo presidiu à celebração do Dia do Consagrado na igreja de S. José de S. Lázaro, em Braga.

Jorge Oliveira
6 Fev 2022

O Arcebispo D. Jorge Ortiga realçou hoje a importância das consagradas e dos consagrados na vida da Igreja e agradeceu-lhes o serviço que prestam na fidelidades dos seus carismas.

D. Jorge Ortiga presidiu, pela última vez na Arquidiocese de Braga como Arcebispo, ao Dia do Consagrado. A data assinalou-se a 2 de fevereiro, mas na Arquidiocese foi celebrada hoje por ser domingo. 

Na celebração, na igreja de S. José de S. Lázaro, em Braga, o prelado desafiou os cerca de 600 consagrados e consagradas da Arquidiocese a mostrarem a vitalidade da vida religiosa ao mundo com testemunhos e serviço na fidelidade dos seus carismas.

À semelhança do apelo do Papa Francisco deixado no dia 2 de fevereiro, o responsável diocesano pediu que atuem sobre os problemas atuais: pelos pobres, pelos marginalizados, todos os escravizados e pelos traficantes, mostrando na Igreja «a beleza do amor e da compaixão de Deus», seja como catequistas, como teólogos ou como conselheiros espirituais.

«Mostremos com obras, teremos que ir ao longe, a outras lugares, mas precisamos também de o fazer aqui, ao nosso lado, com entusiasmo, com convicção», disse.  

Lembrando que há muitos carismas para ser trabalhados, o Arcebispo convidou as consagradas e os consagrados a caminharem juntos no bem a semear pelo mundo. 

«Trabalhemos naquilo que o nosso carisma encerra e coloquemo-lo ao serviço da sociedade e da Igreja, fazendo-o com a alegria e com entusiasmo. (…) Faz-te ao largo, nas diversas dimensões da vida, na vida pessoal, na vida de oração, na vida comunitária, na vida do trabalho», exortou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up