Fotografia: DR

Estação do TGV em Gaia terá em Santo Ovídio interface com transporte público

Revelado hoje, pelo presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, que o TGV de Gaia vai ter uma estação no concelho, transformando Santo Ovídio “numa grande central distribuidora” de transporte público.

Redação/Lusa
4 Fev 2022

“Neste momento, ninguém compreenderia que, podendo ajustar a passagem da linha [ferroviária] a Santo Ovídio, não houvesse um ‘interface’ com as duas linhas de metro e um ‘interface’ com o transporte público, transformando Santo Ovídio numa grande central distribuidora de transporte público”, afirmou.

A informação foi avançada pelo autarca na Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia, que decorreu na quinta-feira à noite, onde Eduardo Vítor Rodrigues revelou que, “ao contrário do que foi o projeto deixado finalizado pela câmara municipal anterior, em 2009, que previa que os gaienses tivessem de se deslocar a Campanhã para apanhar o TGV ou, em alternativa, deslocarem-se a Aveiro, o projeto de TGV que vai ser lançado inclui uma estação intermodal em Santo Ovídio”.

Indicando que os estudos de procura estão a ser elaborados pela IP, o autarca esclareceu ainda que o argumento utilizado para convencer da relevância da estação de Santo Ovídio em Gaia prendeu-se com a velocidade, que entre Campanhã e Gaia não poderia ser muito elevada, uma vez que a travessia será feita através de uma ponte “espelho” junto à Ponte de São João.

“Parar em Gaia foi tecnicamente plausível porque o argumento que foi utilizado e sufragado pelos técnicos foi o de que o TGV não ganha velocidade nenhuma entre Campanhã e Gaia. Desloca-se a velocidade normal porque faz uma travessia de ponte, e a velocidade que ganha é a partir de Gaia”, concretizou, acrescentando que esta é uma “grande conquista” para o município que lidera.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up