Fotografia: DR

Viana do Castelo: Distrital do PSD sem posição formada sobre futuro do partido

Olegário Gonçalves considera que o «PSD tudo fez para passar a sua mensagem de alternativa à população do Alto Minho».

Redação/Lusa
31 Jan 2022

O presidente da distrital do PSD de Viana do Castelo disse hoje não ter ainda “posição formada” relativamente ao futuro do partido após as eleições legislativas antecipadas de domingo, que deram ao PS a maioria absoluta.

“Ainda não tenho posição formada sobre essa questão. A distrital vai agendar uma reunião para refletir sobre os resultados eleitorais”, afirmou hoje à agência Lusa Olegário Gonçalves quando questionado sobre a eventual saída de Rui Rio da liderança do PSD.

Sobre a vitória do PS em nove dos 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo, incluindo em Arcos de Valdevez, bastião social-democrata desde 1976 e onde é vereador do executivo municipal, Olegário Gonçalves disse “respeitar profundamente a vontade dos eleitores”.

O responsável deu “os parabéns” ao PS pelo “resultado obtido e pela vitória”, e garantiu que o “PSD tudo fez para passar a sua mensagem de alternativa à população do Alto Minho”.

“Tal fez com que a votação no PSD tivesse aumentado em mais de dois mil votos em relação a 2019, tendo, em percentagem, no distrito, ficado acima do resultado do partido a nível nacional e mantendo os três deputados eleitos”, especificou.

Segundo o líder da distrital do PSD, os deputados do partido eleitos no domingo “continuarão a fazer o que fizeram até aqui, representando e defendendo os interesses do distrito, mantendo-se atentos à realidade local e aos anseios das populações”.

“Sendo a única força política alternativa, cada vez mais iremos representar o Alto Minho”, sustentou Olegário Gonçalves.

De acordo com os resultados provisórios da Secretaria-Geral do Ministério de Administração Interna – Administração Eleitoral, apuradas as 208 freguesias do Alto Minho, o PS venceu as eleições legislativas antecipadas com 42,06% dos votos, tendo o PSD obtido 34,1% dos votos.

O PS conquistou aos sociais-democratas os concelhos de Arcos de Valdevez, vencendo com 42,7% dos votos contra os 41,60% alcançados pelo PSD, e Monção, onde 26 votos deram a vitória ao PS (40,33%) sobre o PSD (40,03%).

Em Ponte da Barca, os socialistas conquistaram 46,24% dos votos e o PSD 36,94% e, em Valença, a segunda cidade do distrito de Viana do Castelo, os socialistas obtiveram 44,58% contra 33,64% do PSD.

O PSD venceu apenas em Ponte de Lima, bastião do CDS-PP, partido que se tornou na terceira força política mais votada nas eleições legislativas de domingo, ao ser ultrapassado pelo PS.

Em Paredes de Coura, os socialistas alcançaram o melhor resultado das eleições legislativas antecipadas de domingo com 52,93 % dos votos, contra 25,76%, seguindo-se Melgaço com o PS a atingir 51,85% dos votos, e o PSD a ficar-se pelos 32,06%.

Em Viana do Castelo, capital de distrito, o PS somou 42,63% dos votos e o PSD 31,04%, em Vila Nova de Cerveira, os socialistas também ganharam com 47,95% dos votos, contra 30,25% do PSD, tal como em Caminha, onde o PS venceu com 44,92% dos votos e o PSD somou 31,40%.

Ponte de Lima foi o único concelho do distrito de Viana do Castelo onde o Chega não foi a terceira força política mais votada.





Notícias relacionadas


Scroll Up