Fotografia: DR

PS vence em Braga que dá deputados ao Chega e Iniciativa Liberal

Resultados apurados em Braga.

Rita Cunha/Lusa
31 Jan 2022

Cumprindo a “tradição”, o PS, partido mais votado no distrito de Braga nas eleições de hoje para a Assembleia da República, voltou a ser também o vencedor a nível nacional.

O Partido Socialista (PS), encabeçado por José Luís Carneiro, venceu no distrito de Braga com 42,02% dos votos (207.844) , o que lhe permite eleger nove deputados. Já o PSD, liderado no Círculo Eleitoral de Braga por André Coelho Lima, elegeu oito, com 34,78% dos votos (171.999).

As grandes novidades da noite são a eleição de um deputado pelo Chega (5,82%) e de outro pela Iniciativa Liberal (4,33%). Filipe Melo e Rui Rocha foram, respetivamente, os eleitos por cada uma destas forças políticas no distrito.

Já o Bloco de Esquerda (3,75%) e o CDS-PP (1,66%) perderam os deputados que tinham com assento na Assembleia da República eleitos pelo Círculo Eleitoral de Braga: José Maria Cardoso e Alexandra Vieira (BE) e Telmo Correia (CDS-PP).

A CDU obteve 2,63% dos votos e, por isso, volta a não conseguir eleger qualquer deputado, depois de ter perdido Carla Cruz em 2019. Torcato Ribeiro obteve 13019 votos.

Também o PAN não conseguiu eleger Rafael Pinto, tendo obtido 1,19% dos votos no distrito. O Livre, encabeçado por Teresa Mota, não foi além dos 0,79%.

De referir que, no distrito de Braga, a taxa de abstenção nestas eleições foi de 36,31%. Houve ainda 6.154 votos em branco (1,24%) e 3937 nulos (0,80%).

Ao longo dos anos, no distrito de Braga, exatamente à imagem do que aconteceu a nível nacional, as eleições foram ganhas ou pelo PS ou pelo PSD, neste último caso sozinho ou em coligação.

Os socialistas venceram as eleições legislativas de 1976,1983, 1995, 1999, 2005, 2009, 2019 e 2022 e, em todos estes anos, venceu o partido ‘cor-de-rosa’ no distrito de Braga.

Já o PSD venceu em 1979 e 1980 e 2015 (em coligação) e em 1985,1987,1991, 2002 e 2011 (sozinho), sendo que em todas estas eleições o distrito de Braga foi ‘laranja’.

O círculo de Braga é o terceiro maior do país, elegendo 19 dos 230 “inquilinos” do parlamento.

Das 14 câmaras do distrito, nove são detidas pelo PSD, sozinho ou coligado, e as restantes cinco pelo Partido Socialista.





Notícias relacionadas


Scroll Up