Fotografia: DR

Centro Social da Paróquia de Curvos quer construir estrutura para idosos este ano

Candidatura da Instituição ao PARES contemplada com mais de 1 milhão de euros.

Jorge Oliveira
8 Jan 2022

O Centro Social da Paróquia de Cuvos, em Esponsende, viu aprovada recentemente a sua candidatura ao PARES 3.0 (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais) para a construção de uma Estrutura Residencial para Pessoas Isosas (ERPI), num valor que ultrapassa um milhão de euros.

A presidente da Instituição, Manuela Barroso Martins, em declarações ao Diário do Minho, não esconde o seu contentamento por esta conquista e assume que é desejo da Direção avançar o mais rápido possível com a construção deste equipamento social «tão necessário».

«Iremos agora ser notificados para a assinatura do protocolo com a Segurança Social ou com a estrutura do PARES 3.0 e só após essa assinatura é que poderemos avançar, tendo um limite de seis meses para o fazer», explica a dirigente.

Segundo Manuela Barroso Martins, o Centro tem já as licenças, projeto de arquitetura e especialidades aprovados, faltando só a solicitação de orçamentos.

«Nós acreditámos que será possível iniciar o edifício  ainda este ano e tê-lo concluído e pronto a admitir utentes dentro de três anos», indica.

O edifício será construído num terreno do Centro Social Paroquial, IPSS fundada em 1992. A Direção admite que  o custo da empreitada poderá ser superior ao valor da candidatura (pouco mais de 1 milhão de euros), uma vez que os preços dos materiais de construção e da energia «encareceram imenso» nos últimos meses.

A Estrutura Residencial para Pessoas Idosas do Centro Social da Paróquia de Curvos terá capacidade para receber 33 utentes, distribuídos por quartos duplos, triplos e individuais. O projeto contempla ainda a valências de Centro de Dia (para 40 utentes) e o alargamento do Serviço de Apoio ao Domicílio para 60 utentes.

Atualmente, a Instituição funciona com Creche, ATL (para 1, 2 e 3.º ciclos), Atividades de Apoio à Família para o Pré-Escolar, Serviço de Apoio Domiciliário e dispões ainda de uma sala de convívio.

A Direção do Centro anunciou à comunidade de Curvos a aprovação da candidatura para a construção ERPI por ocasião do Natal. Um verdadeiro “presente” que veio cerca de um ano e um mês depois da apresentação do dossiê à Segurança Social.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up