Fotografia: Avelino Lima

Câmara de Braga admite adquirir edifícios do Pé Alado e S. Geraldo ainda neste mandato

Após reunião de Câmara, Ricardo Rio justificou os atrasos no projeto do Media Art Center.

Francisco de Assis
28 Dez 2021

A Câmara de Braga admitiu ontem que pode vir a adquirir os edifícios do Pé Alado e do São Geraldo, ainda neste mandato, se as condições financeiras assim o permitirem. A possibilidade foi levantada por Ricardo Rio, depois de questões dos vereadores do PS sobre os
atrasos nos projetos, sobretudo do Media Art; mas também quanto a uma possível «censura» na programação.

Durante a discussão dos pontos da ordem do dia, o PS não levantou grandes “ondas”, fazendo aqui ou ali alguns reparados, nomeadamente sobre os critérios de atribuição dos subsídios nos contratos-programa. No entanto, no período reservado a perguntas, o vereador Adolfo de Macedo fez observações e levantou uma série de questões, entre elas sobre o destino do edifício São Geraldo, que custa 12 mil e 500 euros mensais, há quatro anos; e pôs em causa a gestão «displicente dos dinheiros públicos».

Respondendo ao vereador socialista, o presidente da Câmara acabou por anunciar novidades sobre o projeto de arquitetura, como também a intenção de adquirir o edifício do Pé Alado, e mesmo o São Geraldo, ainda durante o mandato, se houver disponibilidade financeira.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up