Fotografia: DR

Trabalhadores cristãos denunciam ataques à Vida no mundo laboral

Mensagem de Natal elogia mulheres jovens que ousam engravidar.

Jorge Oliveira
20 Dez 2021

A Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos da Diocese de Braga, na sua mensagem de Natal, condena os medos provocados na sociedade que impedem os jovens de constituir família e incentiva os trabalhadores a defenderem a vida no mundo do trabalho.

«Precisámos de mais trabalhadores e trabalhadoras militantes que digam sim à vida no trabalho e façam ouvir a sua voz contra as injustiças. Não chega dizer que não há gente para trabalhar, é preciso dar prioridade à vida no trabalho e na família, para que o mundo se torne ainda mais bonito, cheio de sorrisos alegres das crianças», afirma o Movimento da Igreja Católica.

Na mensagem, dirigida a todos os trabalhadores, reformados e suas famílias e à sociedade em geral, a LOC/MTC diz haver «campanhas ocultas e orquestradas contra as mães trabalhadoras a começar nas entrevistas, para um possível trabalho», quando se questiona a candidata se pensa engravidar. 

«Aqueles que mais defendem o direito à vida, por vezes, são os que mais atentados provocam contra ela», denuncia.

O Movimento elogia as jovens trabalhadoras que ousam ficar grávidas, sabendo que podem passar por «humilhações», enfrentar o risco de despedimento ou de serem mudadas de lugar e verem-se impedidas de progredir na carreira.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up