Fotografia: DR

Dispositivo de vigilância florestal reforçado com ações de vigilância móvel

O dispositivo envolve duas equipas da Divisão de Proteção Civil, a Polícia Municipal e a Unidade Local de Proteção Civil de Pedralva.

Redação
13 Ago 2021

O município de Braga reforçou o dispositivo operacional de vigilância florestal para o período entre 13 e 17 de agosto, orientando os operacionais «para um patrulhamento de vigilância, de visibilidade e de dissuasão, decorrente do agravamento das condições meteorológicas favoráveis à ocorrência de incêndios rurais», adiantou fonte da autarquia em comunicado.

Desta forma, ao longo deste período (até á próxima terça-feira), o reforço para ações de vigilância móvel em todo o território municipal irá «incidir no horário mais crítico, entre as 13h00 e as 20h00».

Para este dispositivo foram mobilizadas duas equipas da Divisão de Proteção Civil, duas da Polícia Municipal, assim como a Unidade Local de Proteção Civil de Pedralva.
«O Regimento de Cavalaria nº6 (RC6) mantém o dispositivo habitual e nos sectores definidos no Plano Operacional Municipal (POM) e ao abrigo do protocolo em vigor», acrescenta a mesma fonte.

Todas as equipas integrantes irão basear as comunicações no sistema SIRESP, canal distrital de vigilância, para comunicação direta com as Equipas de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) da GNR, reportando o início e o final da vigilância e eventuais detecções.

O dispositivo estará no terreno de forma a dissuadir comportamentos de risco, a sensibilizar a população, bem como apelar para a denúncia de comportamentos perigosos que possam provocar ignições.





Notícias relacionadas


Scroll Up