Fotografia: DR

Esposende abre portas do Forte para mostrar património do mar

Exposições mostram patrimónios emersos e submersos

R. de L.
6 Ago 2021

O Forte de S. João Batista, em Esposende, abre as portas ao público esta sexta-feira. O imponente ícone da paisagem cultural do concelho vai, pela primeira vez em longos anos, receber e mostrar uma exposição inserida nas comemorações nacionais dos 500 anos da primeira viagem de circum-navegação. Os visitantes também vão poder observar os tesouros encontrados na praia de Belinho.

Os moradores e visitantes de Esponsende conhecem bem a imponência e o aspeto exterior do Forte de São João Batista, também referido como Castelo ou Forte de Esposende. Mas há longos anos que poucos tiveram o privilégio de pisar o seu interior. Depois de assegurar a sua cedência, a autarquia vai hoje abrir-lhe as portas à atividade cultural e permitir a visita do público.
«Esta é a primeira vez e a primeira oportunidade, em longos anos, que as pessoas têm para entrar dentro do Forte de Esposende», sublinhou, ao “DM”, fonte municipal. A possibilidade foi assegurada pela Câmara Municipal que pagou ao Estado 204 mil euros, em setembro de 2020, pela cedência do Forte de S. João Baptista, por um período de 50 anos. Agora, além de trabalhos de limpeza, dois dos quatro edifícios outrora destinados a serviços de apoio ao Farol, criados e instalados na área do Forte, no século XX, foram intervencionados, permitindo o usufruto do espaço pelos cidadãos.
Assim, esta sexta-feira, a inauguração da exposição “Patrimónios Emersos e Submersos – Do Local ao Global”, inserida nas comemorações dos 500 anos da primeira viagem de circum-navegação do globo terrestre, iniciada por Fernão de Magalhães e terminada por Sebastián Elcano, marca a abertura do Forte S. João Baptista à atividade cultural regular.

A entrada para visita à exposição é gratuita, de terça a domingo.





Notícias relacionadas


Scroll Up