Fotografia: DM

BE defende alojamento universitário disperso e que a Confiança seja preservada para usufruto público

Candidatos à presidência da Câmara Municipal e à Assembleia Municipal visitaram hoje a antiga fábrica de sabonetes.

Rita Cunha
4 Ago 2021

um alojamento universitário «não massificado» e disperso pela cidade de Braga que permita aos estudantes um maior contacto com os residentes é a proposta da candidatura do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Braga que, desta forma, rejeita a possibilidade de se converter a antiga fábrica Confiança numa residência para este fim.

A ideia foi defendida hoje pela candidata à autarquia bracarense, Alexandra Vieira, após uma visita na qual se fez acompanhar por António Lima, candidato à Assembleia Municipal, e elementos da Plataforma Salvar a Confiança, incluindo a ASPA.

Perante as mais recentes notícias que dão conta da construção de uma residência para estudantes universitários no antigo edifício, com capacidade para 600 camas, Alexandra Vieira mostrou-se particularmente apreensiva com a criação de um edifício na zona do logradouro – o que considera que descaracterizará o espaço -, assim como com a «sobrecarga urbanística» que tal poderá criar «numa zona já de si sobrecarregada».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up