Fotografia: Avelino Lima

Real inaugura casa mortuária que mostra pinturas das 14 estações da Via Sacra

A “Casa da Memória” fica situada ao lado da igreja de Real.

Rita Cunha
11 Jul 2021

Mais do que uma casa mortuária, a recém-inaugurada “Casa da Memória”, na freguesia de Real, é um espaço de cultura que dá a conhecer pinturas das 14 estações da Via Sacra, da autoria de pintores locais.

Na cerimónia de inauguração, que aconteceu na tarde de hoje, o presidente da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe explicou que este era um projeto «antigo», só possível de concretizar devido à doação do terreno por parte da autarquia, que também suportou os custos da obra, na ordem dos 150 mil euros. Quanto ao nome escolhido – “Casa da Memória” – deve-se ao facto de «quando vimos cá é para prestar honra à memória de quem partiu», esclareceu.

Uma particularidade desta casa mortuária, situada ao lado da igreja de Real, é o facto de ter em exposição permanente 14 quadros alusivos às estações da Via Sacra. Francisco Maia, Abel Braga, José Calhatro, Victor Mendes (filho) e Francisco Correia são alguns dos autores das pinturas recuperadas pela paróquia e que deixam de estar guardadas para poderem ser apreciadas pela população.

De acordo com Francisco Silva, esta obra «vem responder às necessidades da freguesia». «Não tínhamos nada que acomodasse as pessoas num momento de sofrimento e agora, neste espaço, as famílias terão toda a comodidade para se despedirem», vincou.





Notícias relacionadas


Scroll Up