Fotografia: Avelino Lima

Bom Jesus já demonstra retoma turística e aguarda fundos para novos projetos

As celebrações prosseguem no próximo sábado, com a eucaristia celebrada pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga

Carla Esteves
7 Jul 2021

O som festivo dos sinos da Basílica do Bom Jesus ecoou, hoje, precisamente às 12h00, por todo o Santuário, celebrando de forma efusiva o 2.º Aniversário da inscrição na Lista do Património Mundial da Unesco e o 6.º Aniversário da Elevação a Basílica. Apesar da situação pandémica, os sinais de retoma turística e de crescente afluência de visitantes são já evidentes no Santuário do Bom Jesus do Monte e os projetos para continuar a engrandecer este destino turístico e religioso reconhecido a nível internacional, também não param, aguardando agora financiamento comunitário.

O presidente da Confraria do Bom Jesus, cónego Mário Martins, explicou hoje à imprensa que o toque festivo dos sinos foi um dos momentos mais marcantes que surge no contexto de um programa que a Confraria criou para celebrar esta efeméride, que arrancou no passado sábado com um concerto de abertura pelo Coro Académico da Universidade do Minho.

«O dia 7 de julho, como grande dia de facto de segundo aniversário do Património Mundial da Unesco, quisemos sublinhá-lo com o toque festivo dos sinos, inluindo o Hino ao Bom Jesus e outros toque com teor de festa. De facto hoje é um dia de festa e os sinos também se associaram assim a este dia», explicou o cónego Mário Martins.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up