Fotografia: DM

S. Torcato leva a Romaria Grande aos devotos em vídeo

Irmandade encontra forma criativa e inovadora em tempo de pandemia

R. de L.
4 Jul 2021

A Irmandade de S. Torcato apresentou, ontem, um filme em formato de vídeo sobre a Romaria Grande, uma das maiores da região e do pais, que anualmente leva milhares de devotos à vila ao longo do primeiro fim de semana de julho. Pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia, a grandiosa festa realiza-se apenas de forma simbólica e, por isso, a instituição encontrou uma forma «de levar a alegria da festa a casa dos fiéis e devotos».

«Este vídeo foi a forma criativa e inovadora que encontramos para levar a Romaria Grande até aos milhares de fiéis e devotos que, por estes dias, devido ao contexto pandémico, não podem deslocar-se até S. Torcato e fazer a festa connosco», suportou o juíz da Irmandade de S. Torcato, Paulo Novais, à margem da sessão de apresentação daquele filme. O vídeo, com a duração de 23 minutos, «pretende ser um contributo para alegrar o coração dos devotos e romeiros de São Torcato, com um excerto do que seria a Romaria Grande num dia festivo», ilustrou o mesmo responsável.

Produzido ao longo dos últimos dias, com imagens de atuações e outras, a produção contou com a colaboração da Banda de Música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, da Associação Recreativa e Artística Bombos do mestre Zé e do Grupo Folclórico de S. Torcato, algumas das presenças assíduas naquela que é historicamente considerada «uma das maiores romarias do Entre-Douro-e-Minho e de Portugal. A sua origem está ligada à trasladação do corpo de S. Torcato, em 1852, para a Basílica, sendo «uma impressionante manifestação de devoção e fé ao Santo», destacando-se a majestosa procissão que se realiza no domingo festivo, na qual se incorpora um desfile de carros alegóricos alusivos à vida do “Santo do Povo”.

Aquele filme já disponível no “YouTube” retrata, ainda, «os caminhos que conduzem os peregrinos à Basílica no centro do Vale de São Torcato e que não se conseguem medir, pois foram estes pisados ainda antes da criação do Reino de Portugal. «São caminhos não de distância nem de tempo, mas de fé e de contemplação. São caminhos imateriais sulcados por uma força ancestral», descreveu Paulo Novais, sublinhando que «se nos altares verdes do Minho há santos proclamados, São Torcato é certamente o mais querido», afiançou, contabilizando os milhares de romeiros que anualmente afluem à Basílica.

Aquele vídeo pretende levar aos devotos e visitantes «a essência daquilo que é a Romaria Grande de S. Torcato», que continua a pulsar intensamente no coração de milhares de pessoas. «Mesmo neste contexto de pandemia, apesar de todas as limitações e de termos reduzido as nossas festividades a uma forma simbólica, continuam a afluir à Basílica muitas pessoas. Ainda agora estavam a chegar dois autocarros e há sempre muita gente que não prescinde de cá vir. Esta é uma fé secular que move sempre muita gente», observou Paulo Novais.

Ao longo deste domingo, a Basílica estará ornamentada festivamente e o andor de São Torcato estará exposto no terreiro para acolher e abençoar os devotos.

Link para o vídeo:
https://youtu.be/24_AM8adeS0





Notícias relacionadas


Scroll Up