Fotografia: DR

«Candidato-me porque, acima de tudo, gosto muito de ser presidente da Câmara de Braga»

Teotónio dos Santos é a grande surpresa e o 7.º eleito por Rio na corrida à Câmara

Carla Esteves
3 Jul 2021

«De um só rio fez-se um mar/ E a mudança não acaba”. Assim reza o hino oficial da Coligação “Juntos por Braga”, que ontem, em pleno Theatro Circo,  serviu de banda sonora à cerimónia de recandidatura de Ricardo Rio à presidência da Câmara Municipal de Braga. O candidato chamou ao palco, um por um, os membros da equipa que o irá acompanhar na corrida às autárquicas de 26 de setembro, e que Rio considera ser «a melhor proposta de valor para a cidade, aqueles que melhor conseguem gerir os desígnios do concelho e trabalhar para que as ambições dos bracarenses sejam uma realidade».

Perante um Theatro Circo cheio, mediante as normas da Direção-Geral de Saúde (DGS), desfilaram os seguintes onze nomes, que revelam as escolhas da coligação PSD/ CDS/ PPM e Aliança: Ricardo Rio, Altino Bessa, Sameiro Araújo, Olga Pereira, João Rodrigues, Carla Sepúlveda, Teotónio dos Santos, Bruno Correia, Ana Ferreira, Renata Faria e João Luís Barros.

À margem da cerimónia, Ricardo Rio revelou à imprensa as três principais ideias que motivam a recandidatura : «em primeiro lugar um balanço muito positivo do trabalho realizado», seguindo-se «a consciência de terem sido cumpridas as expetativas dos bracarenses».

«Finalmente a vonatde de continuar os projetos que estamos a desenvolver e o ciclo de transformação que Braga tem vivido e que tem qualificado e projetado a cidade. Queremos continuar a trabalhar e a dar o melhor de nós!», afirmou Rio.

Quando ao trabalho que irá desenvolver caso venha a ser eleito para mais um mandato, Rio promete «trabalho ajustado aos tempos», «adaptação aos novos desafios e necessidades que a cidade vai sentindo», mas também  «continuidade na concretização de projetos em desenvolvimento».

Já em palco, a intervenção de Rio vincou o trabalho desenvolvido ao longo dos dois mandatos e louvou aqueles que seguiram com ele pela estrada da governação autárquica, agradecendo, em particular, o trabalho desenvolvido pelos três vereadores que cessaram funções: Lídia Dias, Miguel Bandeira e Firmino Marques.

«Juntos, durante quase oito anos, fizemos tudo por Braga e transformámos Braga num exemplo a seguir», afirmou.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up