Fotografia: DR

Alunos do 4.º ano de Guimarães recebem brinquedo estimulador da criatividade

“Moving Kids” vai chegar a duas mil crianças até ao fim do ano

Redação
29 Jun 2021

Os alunos do 4º ano do Ensino Básico do concelho de Guimarães vão receber até ao final deste ano um brinquedo «original», concebido para estimular as várias dimensões do crescimento da criança, associada ao conhecimento científico, anunciou hoje a câmara municipal.

Trata-se do “Moving Kids”, um projeto que surge no âmbito da atuação do ProChild CoLAB no Município de Guimarães como Território de Aprendizagem e da sua participação no Projeto Educativo e Cidade de Educação.

O brinquedo destina-se às crianças do 4.º ano do ensino público no município. No próximo ano letivo vão frequentar este nível escolar aproximadamente dois mil alunos.

Apresentando hoje publicamente, no Instituto de Design de Guimarães, o “Moving Kids” está associado a outros iniciativas em curso, no âmbito do projeto educativo para Guimarães.

«Ao projeto educativo que já temos definido associamos agora este novo projeto no combate à pobreza e exclusão social, promovendo a integração de todas as crianças para construírem o seu próprio território de uma forma divertida e num projeto inédito que visa estimular a criatividade das nossas crianças», salientou na ocasião a vice-presidente da autarquia, Adelina Pinto.

O brinquedo “Moving Kids” integra um conjunto de cartões destacáveis que permite a construção de elementos cénicos e de veículos que complementam os cenários, que permitem às crianças imaginar, projetar e construir uma maqueta de um lugar de brincar para todos, que potencia a inclusão e, simultaneamente o movimento, a exploração e a utilização de veículos de suporte à brincadeira.

Entre os componentes disponibilizados no brinquedo encontra-se um livro com três histórias inéditas e originais do escritor infantojuvenil Pedro Seromenho, cenários recriados de espaços públicos e materiais de uso corrente que permitem construir o seu próprio brinquedo.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up