Fotografia: Avelino Lima

Instituições de Braga reforçam apelo para que se “feche a porta” ao vírus

Responsáveis apelaram ontem à responsabilidade de cada um para que a pandemia não interfira mais na vida da sociedade

Rita Cunha
18 Jun 2021

Fechar a porta ao vírus. Este foi o mote lançado em setembro do ano passado por várias instituições de Braga que se uniram no combate à pandemia de covid-19. Nove meses depois, e numa altura em que Braga se encontra em situação de alerta com 170 casos por 100 mil habitantes, o repto volta a ser lançando no sentido de chegar ao coração de cada um.

A campanha é promovida pelo Hospital de Braga e ao qual se unem outras instituições de relevo do concelho como o ACES de Braga, a Universidade do Minho, o município, a Arquidiocese de Braga e o Sporting Clube de Braga.

O Hospital de Braga conta com nove internados por covid-19, um número bastante abaixo do que, em tempos, foi registado. Mas ainda assim, e tendo presente esse passado recente, o presidente do Conselho de Administração apela à responsabilidade de cada um no sentido de travar os números e retomar a normalidade do SNS. «Não queremos que se repita o que já aconteceu e, por isso, reforçamos esta iniciativa agora», disse João Porfírio de Oliveira, dando nota do desejo de voltar à normalidade.

«O Hospital quer continuar a recuperar a atividade que não conseguiu retomar no período de maior incidência da pandemia e continuarmos focados nos outros cuidados de saúde de que a população tão necessita. É, por isso, importante continuar com as medidas de segurança», disse.





Notícias relacionadas


Scroll Up