Fotografia: Nuno Cerqueira

Braga: Hugo Pires quer criar provedor municipal do animal

«O abandono e os crimes de maus-tratos, todos o constatamos, têm sido uma realidade, que colide com a exigência de uma sociedade que proporcione melhores condições aos animais que connosco partilham a Terra», sublinha o candidato socialista.

Nuno Cerqueira
12 Jun 2021

Provedor Municipal do Animal. É esta a figura que o candidato socialista à presidência da Câmara de Braga, Hugo Pires, vai propor criar.

Segundo Hugo Pires, «zelar pela proteção e respeito pelo bem-estar animal, em estreita cooperação entre os munícipes, as associações locais de defesa dos animais e a autarquia» é o objetivo da proposta.

O próprio candidato confirmou ao Diário do Minho, assumindo que ela vai integrar o manifesto eleitoral a apresentar ao eleitorado bracarense.

«Há hoje uma crescente consciencialização da sociedade em torno de matérias como o bem-estar animal, queexigem de nós, cidadãos e responsáveis políticos, um olhar atento e uma tomada de posição clara; consideramos, por isso, importante a formalização desta figura no âmbito municipal», disse.

Remetendo a “fuga” da informação para o Diário do Minho como «prova de que as pessoas estão mesmo despertas para estas problemáticas e exigem a atenção dos responsáveis políticos», Hugo Pires lembra que, tanto no âmbito nacional como local, o Partido Socialista se tem batido pela melhoria de condições de vida dos animais de companhia, «permanecendo inequivocamente ao lado da proteção animal».

«O abandono e os crimes de maus-tratos, todos o constatamos, têm sido uma realidade, que colide com a exigência de uma sociedade que proporcione melhores condições aos animais que connosco partilham a Terra», sublinha o candidato socialista.

Hugo Pires lembra igualmente o volume de legislação, regulamentos, recomendações e pareceres no âmbito da proteção animal e do seu bem-estar, que tem vindo a aumentar, o que «torna cada vez mais difícil a atuação das entidades públicas, que muitas vezes não têm meios, conhecimentos, nem as condições para garantir o cumprimento legislativo e existente».

«É precisamente por isso, honrando a História do PS e afirmando o Futuro de Braga, que me proponho criar a figura de Provedor Municipal do Animal e propor a institucionalização do respetivo Regulamento», confirma.

A função e missão desse Provedor – diz o candidato – deve ser, em primeira instância, «a de zelar pela proteção e respeito pelo bem-estar animal, em estreita cooperação entre os munícipes, as associações locais de defesa dos animais e a autarquia».

«Defendo que a figura do Provedor Municipal do Animal deve ser eleita em sede de Assembleia Municipal, sob proposta do Executivo municipal; só assim, caminhando lado a lado com todos os bracarenses, poderemos ousar ser um concelho justo e progressista», afirma.





Notícias relacionadas


Scroll Up