Fotografia: DR

Câmara de Cabeceiras de Basto quer requalificar Estádio Municipal

O objetivo é readaptar o equipamento à realidade desportiva atual.

Redação/Lusa
2 Jun 2021

A câmara de Cabeceiras de Basto quer requalificar o Estádio Municipal de forma a readaptar o equipamento “à realidade desportiva atual, em especial do futebol nacional”, anunciou hoje aquela autarquia.

Em comunicado, a autarquia refere que o “programa preliminar” de intervenção no estádio António José Queirós Gomes Pereira prevê “agregar ao espaço novas valências para a prática desportiva e formação humana” e adaptar o estádio às necessidades do Atlético Cabeceirense, para que o clube possa candidatar-se à certificação junto da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Os objetivos da empreitada são, enumera a autarquia, “criar condições físicas que permitam ao Atlético Cabeceirense desenvolver um projeto desportivo duradouro, em prol da sociedade cabeceirense, com destaque para os mais jovens, permitir ao clube certificar a sua formação e devolver à sociedade as tardes desportivas, de convívio e de festa no Estádio Municipal”.

Segundo o texto, as novas instalações contarão com campos de treino, gabinetes e salas de trabalho para diretores e treinadores, salas de reunião, estudo e formação, espaço para serviços administrativos, ginásio e posto médico.

O Estádio Municipal António José Queirós Gomes Pereira, inaugurado em 1982, tem um campo com 102 metros de comprimento e 66 de largura, sendo “o maior estádio da região de Basto” com capacidade para mais de três mil espetadores.

Em novembro de 2000 foram inauguradas as obras das bancadas, dos balneários e do arrelvamento e em agosto de 2003 a iluminação.

Sem avançar com um valor para a empreitada, a autarquia refere que “espera garantir brevemente o financiamento” para a concretização da beneficiação do Estádio Municipal.





Notícias relacionadas


Scroll Up