Fotografia: DM

Alunos do Agrupamento de Maximinos comemoram com criatividade os dias da Criança e do Ambiente

Diversas atividades ao longo da semana envolvem desde o ensino pré-escolar ao secundário.

Rita Cunha
1 Jun 2021

O Agrupamento de Escolas de Maximinos acolhe, ao longo desta semana, uma série de iniciativas que visam assinalar, em simultâneo, os dias da Criança e do Ambiente. Aqui, a criatividade e o conhecimento adquirido em várias áreas do saber fundem-se, resultando em exposições, jogos, arte, teatro e dança.

Logo na entrada da EB 2,3 Frei Caetano Brandão é visível uma instalação plástica que apela à reutilização de papéis, remetendo para a linguagem do origami. Ao DM, o professor Francisco Silva explicou que este embelezamento do jardim é uma tradição com duas décadas. Este ano, a novidade é que, para além dos alunos do 2.º ciclo, participaram também os do 3.º.

«Em termos plásticos, temos o recurso a materiais que iriam para o lixo, como bocados de revistas ou de folhetos publicitários, cartolinas já usadas ou papéis de embrulho, e aos quais foi dada uma utilidade diferente. Nas salas de aula, com a ajuda dos professores, eles foram produzindo», disse, sublinhando a importância de envolver os alunos neste tipo de atividades que congregam aprendizagens relacionadas, por exemplo, com a geometria e a matemática. «Quando eles veem o que fizeram materializado com este critério todo, sentem que pertencem a qualquer coisa que faz sentido», explicou.

Mais à frente, no pátio, pode ser vista uma exposição de posters elaborados pelos alunos dos 2.º e 3.º ciclos baseados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e nos quais podem ser lidas atitudes amigas do ambiente. Ao longo do dia os alunos puderam votar nas medidas que consideraram mais relevantes.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up