Fotografia: DR

Projeto “Smartcrop” pretende tornar agricultura mais precisa

Dia Mundial da Energia assinalado na Quinta Pedagógica de Braga

Carla Esteves
31 Mai 2021

A Quinta Pedagógica de Braga foi, hoje, palco da apresentação do projeto “Smartcrop”, uma ferramenta desenvolvida por jovens bracarenses que pretende atribuir uma maior precisão à atividade agrícola. A apresentação do projeto foi uma das principais atividades ontem desenvolvidas na Quinta Pedagógica de Braga para assinalar o Dia Mundial da Energia.

Segundo Natália Costa, da Quinta Pedagógica de Braga a ferramenta desenvolvida por estes jovens integra um painel solar, uma caixa recuperadora de informação e um recetor de humidade do solo. Serão os sensores alimentados por energias renováveis que transmitirão informação, com o objetivo de constituir um  veículo de monitorização de informação agrícola.

Segundo Natália Costa, o projeto “Smartcrop” ainda se encontra em fase de desenvolvimento, tendo a Quinta Pedagógica de Braga sido o local escolhido para acolher estes equipamentos e proceder a uma fase de “teste”, com o objetivo de tornar mais precisa a atividade agrícola.  Ainda no âmbito destas a Quinta Pedagógica recebeu a visita de um grupo de alunos do Externato Carvalho Araújo.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up