Fotografia: DR

Grupo Peregrinos desafia a difundir mensagem da “Noite UP’S” nas comunidades paroquiais

Atividade religiosa realiza-se amanhã sob o lema “Abre o teu coração”

Jorge Oliveira
27 Mai 2021

O Grupo Peregrinos vai desafiar os participantes da “Noite UP’S – Uma Direta com Deus” a levarem e a difundirem a mensagem desta atividade nas suas comunidades paroquiais. 

A edição de 2021 realiza-se amanhã à noite, a partir das 21h00, na Basílica dos Congregados, em Braga, com o tema “Abre o tem coração!”.

«Esta temática vai ao encontro do programa pastoral da Arquidiocese e daquilo que foi pedido pelo Papa e não queremos que ela passe ao lado, queremos que os participantes a levem para as suas casas, para as suas comunidades, para os seus grupos de jovens e que possam refletir sobre este tema, mas mais do que isso abram o seu coração aos outros e sigam o exemplo do Bom Samaritano», disse ontem ao Diário do Minho Fernando Vilaça, um dos coordenadores do Grupo Peregrinos.

A programação desta atividade religiosa concentra-se toda na Basílica dos Congregados de acordo com as regras de segurança em vigor.

Pelo segundo ano consecutivo, devido à pandemia, não se realizará a habitual caminhada/peregrinação a um santuário. 

Segundo Fernando Vilaça, apesar das alterações na programação devido aos condicionalismos provocados pela covid-19, está tudo preparado para que este seja uma noite marcante, uma noite de comunhão espiritual centrada em Jesus Cristo. 

Nesta edição haverá apenas dois momentos presenciais: a Eucaristia, às 21h15,  presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, uma conversa com três covidados, depois da celebração, e um jogo de perguntas e respostas alusivo ao tema “O que te vai no coração”, às 23h00. 

O concerto oração com a Banda Missio – outro dos momentos altos da atividade –  será passado em vídeo. 

A atividade religiosa será transmitida em direto nas redes sociais dos “Grupo Peregrinos”, da Basílica dos Congregados e da Arquidiocese de Braga. 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up