Fotografia: DR

Município restaura cruzeiro nas Carvalheiras

Monumento, do século XVII e classificado, sofreu um incidente.

Redação
16 Mai 2021

O cruzeiro localizado no Campo das Carvalheiras, em Braga, classificado como Monumento Nacional, sofreu um incidente, que provocou a queda da cruz.

Num comunicado hoje à imprensa, a Câmara Municipal de Braga explica que o cruzeiro foi «atingido directamente na parte superior por um elemento pertencente a uma grua que operava no local».

Este incidente, que fez cair a cruz, levou a autarquia a promover uma «intervenção de conservação e restauro do suporte pétreo e conjunto edificado» deste monumento que originalmente estava no Campo das Hortas.

Citado no comunicado, o vereador Miguel Bandeira, responsável pelo pelouro do Património, adianta que entretanto «a cruz foi restaurada e exposta no claustro principal do Convento do Pópulo, de modo a proteger a sua integridade» e no cruzeiro foi «reposta uma réplica».

Datado do século XVII, o cruzeiro foi mandado edificar pelo Arcebispo D. Furtado de Mendonça, estando classificado como Monumento Nacional desde 16 de junho de 1910.

Este conjunto patrimonial foi transferido do Campo das Hortas para o Campo das Carvalheiras em 1914, «por iniciativa das intervenções de embelezamento patrimonial promovidas durante a 1.ª Republica», acrescenta Miguel Bandeira.

No seu lugar, no Campo das Hortas, foi instalado um chafariz, do século XVI, de estilo Maneirista, que estava no Campo de Santa Ana (actual avenida Central).

Por essa altura foi transferido também o Cruzeiro de Santa Ana da avenida Central para o largo da Senhora-a-Branca.

[Notícia na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up