Fotografia: DR

Município reforça o combate a praga que afeta a produção de castanha

Esta praga provoca uma forte diminuição do crescimento dos ramos e impede a frutificação, conduzindo a uma perda acentuada da produção.

Redação
10 Mai 2021

O município de Braga anunciou o reforço no combate à vespa das galhas do castanheiro (Dryocosmus kuriphilus Yasumatsu), uma praga que afeta a produção de castanha.

Desde 2016, a autarquia bracarense já apoiou 21 largadas de insetos no concelho, numa ação realizada em colaboração com a RefCast – Associação Portuguesa da Castanha), fruto da adesão do município de Braga ao protocolo BioVespa, que visa a luta biológica em focos de infestação.
Em comunicado, o município bracarense salienta que esta praga «provoca uma forte diminuição do crescimento dos ramos e impede a frutificação, conduzindo a uma perda acentuada da produção e pode também conduzir ao declínio e morte dos castanheiros».

Segundo o vereador do Ambiente e do Desenvolvimento Rural, Altino Bessa, «o que se pretende é que haja um equilíbrio ecológico nos próximos anos e este tipo de luta demora anos a atingir resultados».

«Até ao momento, a luta biológica apresenta-se como o meio mais eficaz com a realização de largadas sucessivas de populações do himenóptero Torymus Sinensis, que é o parasitóide das larvas da vespa da galha do castanheiro», acrescenta o responsável.





Notícias relacionadas


Scroll Up