Fotografia: DM

Conferência destaca trabalho das mulheres na olaria

Ciclo do Consórcio Minho Inovação ruma a Barcelos.

Redação
10 Mai 2021

O Museu da Olaria, em Barcelos, recebe no dia 18 de maio a quarta conferência do Ciclo “Estórias do Minho – Narrativas no Feminino de uma Geografia Identitária”, promovido pelo Consórcio Minho Inovação, que integra as Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave.

A conferência começa às 15h30 e conta com a participação de três investigadores que vão abordar o tema “No Minho… As Mulheres Fazem-se de Barro”, nomeadamente Isabel Maria Fernandes, investigadora e diretora do Museu Alberto Sampaio, Paço dos Duques de Bragança e Castelo de Guimarães; Armando Malheiro, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; e Alexandre Alves Costa, professor catedrático jubilado da Universidade do Porto. Modera o debate Cláudia Milhazes, diretora do Museu de Olaria e chefe de Divisão da Cultura da Câmara Municipal de Barcelos.

Os promotores pretendem com esta conferência levar à reflexão sobre a «olaria como uma arte identitária de Barcelos e o seu contributo para a educação artístico», bem como promover o «reconhecimento de que o figurado e outros trabalhos em barro feitos manualmente eram e são executados essencialmente por mulheres».

«Entre uma vida dura de trabalho e de tarefas domésticas algumas mulheres modelavam em barro pequenas figuras, vendidas nas feiras, festas e romarias», lembram numa nota à imprensa.

Neste encontro será apresentada ainda uma performance teatral, intitulada “Diabo com os pés de barro”, pelo Grupo de Teatro Itinerantenredo.
A conferência será transmitida on-line através do link https://www.facebook.com/MunicipioBarcelos.

Este Ciclo de Conferências, que percorrerá os 24 municípios do Minho, insere-se no projeto âncora “PA2. Touring Cultural – Identidade Cultural do Minho”, cofinanciado pelo Norte 2020.

[Notícia na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up