Fotografia: Arquivo DM

Braga é a grande cidade do país com a habitação mais barata

Braga é a única cidade do país com mais de 100 mil habitantes com um custo de habitação inferior à média do país

Joaquim Martins Fernandes
7 Mai 2021

A cidade de Braga registou, no final de 2020, o preço médio mais baixo na venda de habitações entre as grandes cidades do país.

O valor médio do metro quadrado de uma habitação foi de 1032 euros na capital minhota, sendo o único valor que ficou abaixo do custo médio nacional, que se cifrou nos 1188 euros.

Já entre os 24 concelhos com mais de 100 mil habitantes, o preço de venda praticado em Braga foi o sexto mais baixo, atrás dos preços registados em municípios como os de Barcelos, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.

Os números são avançados num relatório publicado ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que faz saber que foi a cidade do Porto que «registou o maior crescimento homólogo entre os municípios mais populosos».

«Braga (1032 €/m2) foi a única cidade com mais de 100 mil habitantes que registou um preço inferior ao valor nacional, tal como em trimestres anteriores», refere o relatório “Estatísticas de Preços da Habitação ao nível local”, relativo ao quarto trimestre de 2020.

Acrescenta o documento do INE que, no último trimestre do ano passado, «nas cidades de Lisboa, Porto, Funchal, Amadora, Coimbra e Vila Nova de Gaia, o preço de venda de alojamentos manteve-se acima do valor do país».

A capital tem o valor mais elevado, com um preço médio de 3333 euros por metro quadrado de construção para habitação, seguindo-se o Porto com 2261 euros. Na cidade do Funchal, comprar uma habitação custava, em média, 1682 euros por metro quadrado, sendo de 1300 euros em Coimbra, de 1716 euros na cidade da Amadora e de 1272 euros em Vila Nova de Gaia.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up