Fotografia: DR

Igreja Católica suspende celebrações presenciais a partir de sábado

Conferência Episcopal refere que confinamento é «imperativo moral», face ao agravamento da pandemia.

Redação/Lusa/Ecclesia
21 Jan 2021

A Conferência Episcopal Portugal (CEP) anunciou hoje a suspensão das celebrações comunitárias, a partir de sábado, bem como catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, face à situação pandémica que o país está a viver.

«Tendo consciência da extrema gravidade da situação pandémica que estamos a viver no nosso País, consideramos que é um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação», refere a CEP em comunicado.

As dioceses das regiões autónomas dos Açores e da Madeira darão orientações próprias.

Face à suspensão das celebrações comunitárias, a CEP pede que sejam apresentadas «ofertas celebrativas, transmitidas em direto por via digital».

Quanto aos funerais, os bispos indicam que «as exéquias cristãs devem ser celebradas de acordo com as orientações da Conferência Episcopal de 8 de maio de 2020 e das autoridades competentes».

«Pedimos que, a nível individual, nas famílias e nas comunidades, se mantenha uma atitude de constante oração a Deus pelas vítimas mortais da pandemia, pedindo ao Senhor da Vida que os acolha nos seus braços misericordiosos, e manifestamos o nosso apoio fraterno aos seus familiares em luto», conclui a nota.

As celebrações comunitárias tinham sido suspensas em março de 2020, na primeira vaga da pandemia, situação que se prolongou até ao final de maio desse ano.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up