Fotografia: Direcção-Geral de Saúde

Vacina da covid-19 chega em Janeiro e será «facultativa e gratuita»

Portugal vai comprar mais de 22 milhões de doses de vacinas num investimento a rondar os 200 milhões de euros.

Pedro Vieira da Silva / Lusa
2 Dez 2020

A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou, hoje, que a vacina contra a covid-19 deverá chegar a Portugal no início de Janeiro e que esta será «facultativa», «gratuita» e integrada no Serviço Nacional de Saúde.

Portugal vai comprar mais de 22 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, o que representa um custo de 200 milhões de euros, anunciou Marta Temido.

A governante falava aos jornalistas no final de uma reunião de trabalho sobre o plano de vacinação de combate à covid-19 que será apresentado na quinta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa.

Marta Temido realçou que o processo de vacinação será longo e que os portugueses não se poderão «afastar das regras» a que se têm habituado em tempo de pandemia.

A reunião de hoje teve também a participação dos membros da ‘task-force’ criada para elaborar o plano de vacinação e que é liderada pelo antigo secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos.

Participaram ainda os ministros de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, da Saúde, da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, assim como o secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, Tiago Antunes.

Portugal contabiliza pelo menos 4.645 mortos associados à covid-19 em 303.846 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up