Fotografia: DR

D. Jorge pede compromisso efetivo para erradicar a pobreza

Arcebispo de Braga escreve mensagem a propósito do Dia mundial dos Pobres, que celebra-se no próximo domingo.

Jorge Oliveira
11 Nov 2020

O Arcebispo de Braga exorta, na sua mensagem escrita a propósito da festa litúrgica de S. Martinho de Tours – celebrada hoje – e do Dia Mundial dos Pobres – no próximo domingo, 15 – a que se reaprendam «os caminhos de uma caridade operosa e dinâmica» para que as comunidades tenham um papel «determinante na erradicação da pobreza».

«A proposta de estender a mão ao pobre deverá significar um compromisso efetivo. Há quem passe fome, quem viva em condições indignas, quem não usufrua de um trabalho digno e familiar, quem não consiga satisfazer as necessidade essenciais. Isto não acontece em países longínquos. Está ao nosso lado», alerta D. Jorge Ortiga.

Na sua mensagem, intitulada “Solicitude pelos pobres” o prelado recorda que a Arquidiocese de Braga está viver um ano pastoral dedicado à caridade e com propostas concretas em ordem a fazer da Igreja Arquidiocesana uma «Igreja Samaritana», pelo que «urge aceitar as interpelações» que lança, começando por «colocar em prática» o que é sugerido no Programa Pastoral.

«Os pobres diminuirão se cada cristão mostrar sensibilidade e compaixão através de gestos concretos de solidariedade. Também as comunidades paroquiais têm um papel determinante na erradicação da pobreza. Um mínimo de estrutura é necessário. Organizemo-nos e mostremos que só o amor nos diferencia», desafia.

O Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco em 2017, celebra-se no próximo domingo, dia 15 de novembro, com o lema “Estende a tua mão ao pobre” (Sir 7, 32).

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up