Fotografia: Avelino Lima

Cruz Vermelha garante manter apoio à população e atingir a excelência nas suas múltiplas vertentes

A gala comemorativa dos 150 anos da delegação aconteceu ontem, no Theatro Circo.

Rita Cunha
1 Nov 2020

Apesar de, por vezes, se deparar com a falta de meios, a delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa garante que manterá o seu apoio à população – em especial à mais vulnerável – e atingir o nível de excelência nas suas múltiplas vertentes.

A garantia foi deixada pelo presidente da delegação bracarense, Armando Osório, ontem, por ocasião da gala que assinalou, no Theatro Circo, o arranque das comemorações do 150.º aniversário daquela instituição.

«Muitas vezes, a falta de meios não nos deixa chegar onde gostaríamos de chegar. Refiro-me, por exemplo, em ir mais além no apoio aos sem-abrigo, às minorias étnicas, aos idosos, crianças e jovens. Mas, com os meios de que dispomos, a cidade pode contar connosco pois estamos cientes da nossa responsabilidade cívica e humanitária. Queremos que o nosso trabalho prossiga e atinja a excelência em todas as suas múltiplas vertentes», disse.

Para Armando Osório, «só instituições com projetos robustos conseguem uma longevidade centenária», como acontece com a delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa. Para comemorar a efeméride, realçou, «publicamos um livro e procuramos agradecer a todos os que, com a sua disponibilidade de tempo e em regime de voluntariado e com a oferta de donativos em espécies ou dinheiro, através de entidades individuais e coletivas, permitiram que hoje tivessemos a oportunidade de contar a história de solidariedade que orgulhosamente apresentamos à sociedade que servimos».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up