Vídeo: DR

Os pacenses viram um golo anulado na primeira parte e contestaram a grande penalidade que deu origem ao 2-1 e ainda reclamaram a expulsão do portista Uribe aos 14 minutos.

Redaçao/Lusa
30 Outubro 2020

O Paços de Ferreira venceu hoje na receção ao FC Porto 3-2, no jogo de abertura da sexta jornada da I Liga de futebol, com os ‘dragões’ a arriscarem ver os principais rivais distanciarem-se na classificação.

Numa primeira parte intensa, os pacenses atingiram o intervalo a vencer 2-1, com golos do israelita Dor Jan, aos 11 minutos, e de Stephen Eustáquio, aos 43, mas os ‘azuis e brancos’ ainda reagiram na etapa inicial, reduzindo por intermédio de Sérgio Oliveira, aos 45+7, na conversão de uma grande penalidade.

Quando era aguardada uma forte pressão no arranque da segunda metade por parte do FC Porto, foram os pacenses a marcar, através de Bruno Costa, aos 59, igualmente de grande penalidade, de nada valendo o tento anotado por Otávio, aos 78, para evitar a derrota dos campeões nacionais.

Com esta vitória, o Paços de Ferreira sobe provisoriamente ao sexto lugar, com oito pontos, enquanto o FC Porto conserva, para já, o terceiro lugar, com 10, a cinco do comandante Benfica.

” rel=”noopener” target=”_blank”>Os pacenses queixaram-se da arbitragem, com destaque para um lance, na primeira parte, que foi anulado pelo árbitro.

Logo aos oito minutos, Uribe deu com o cotovelo num adversário, que ficou a sangrar, com os pacenses a reclamarem o cartão vermelho para o portista, mas o árbitor mandou seguir.


Outros Vídeos

Scroll Up