Fotografia: DR

Vila Verde quer criar plano municipal de trilhos para potenciar turismo

Explorar e valorizar as potencialidades naturais e turísticas do concelho é o objetivo.

Redação/Lusa
28 Out 2020

A Câmara de Vila Verde quer criar um Plano Municipal de Trilhos com o objetivo de “explorar e valorizar as potencialidades naturais e turísticas” do concelho, alicerçado nas redes ecológicas urbano-rurais centradas nas linhas de água.

Na apresentação do estudo que dará as bases à pretensão da autarquia, o plano considera que, “dadas as características do território concelhio, a maior oportunidade reside na criação e valorização de redes ecológicas urbano-rurais centradas nas linhas de água, também designadas infraestruturas verdes”.

O plano pretende a implementação de corredores pedonais e/ou cicláveis e a integração destas infraestruturas verdes com os percursos pedonais de montanha já existentes, assim como com itinerários equestres, de BTT e enduro, com o objetivo de “criar uma rede integrada, devidamente enquadrada e, assim, ajustada à realidade do território”.

Outro dos objetivos é “potenciar a valorização e qualificação” do espaço rural, “conciliando a reabilitação de caminhos antigos de floresta, de montanha e das proximidades das zonas ribeirinhas com corredores mais urbanos, nomeadamente ciclovias e passadiços”.

O traçado, uma “aposta na mobilidade pedonal, ciclável e equestre”, visa ainda criar “pontos de enlace entre freguesias, locais e património edificado de relevante interesse” para turistas, “afirmando-se como um importante catalisador de zonas do território concelhio a braços com uma crescente desertificação”.

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, “além da criação de uma rede de trilhos dinamizadora do turismo e da mobilidade urbano-rural, este plano visa igualmente a realização de intervenções de recuperação de habitats rurais percorridos pelos diferentes trilhos”.

Considerando um “plano de intervenção ambicioso”, António Vilela sublinhou que se pretende “uma maior equidade territorial” e “potenciar a já significativa vocação turística do concelho, ajudar a reduzir a perda de população nas zonas mais periféricas, dinamizar o turismo e a economia locais, potenciando a criação de emprego”.

Na apresentação foi lembrado que “já foi dado o pontapé de saída”, com o lançamento a concurso do projeto “Trilhos da Nóbrega”, que contempla a requalificação de trilhos que percorrem as freguesias de Aboim da Nóbrega e Gondomar e Valdreu, estando em “fase de arranque de obra” as Eco/ciclovias do Cavado/Homem e a ponte pedonal do Cávado.





Notícias relacionadas


Scroll Up