Fotografia: Avelino Lima

«Seminários devem estar no quotidiano da vida eclesial»

D. Jorge Ortiga defende um «espaço mais significativo» para os Seminários.

Jorge Oliveira
26 Out 2020

O Arcebispo de Braga, na sua mensagem para a Semana dos Seminários (1 a 8 de novembro), hoje publicada, convida as comunidades diocesanas a caminharem sinodalmente com os Seminários, referindo que estas estruturas de formação «devem estar no quotidiano da vida eclesial».

«Os Seminários permanecem sempre no âmbito das estruturas institucionais que devem readquirir um espaço mais significativo nestes tempos conturbados. Este momento é, por isso, oportunidade para que a Igreja Arquidiocesana, com as suas comunidades, lhes atribua a importância que efetivamente possuem», afirma D. Jorge Ortiga.

O prelado lembra que os seminários são de todos os cristãos, leigos, sacerdotes, comunidades, movimentos, e, como tal, «não só não podem ser esquecidos como exigem um carinho e atenção da parte de todos».

«Devemos quotidianamente caminhar com eles. Porque eles não pertencem a quem lá trabalha, esta semana diz-nos que não há Igreja sem seminário. São um dom de Deus à comunidade diocesana que suscita permanente corresponsabilidade de todo o Povo de Deus», sustenta o Arcebispo de Braga na mensagem para a Semana dos Seminários, intitulada “Sinodalidade para os Seminários”.

A Igreja em Portugal celebra de 1 a 8 de Novembro, em cada uma das dioceses, a Semana dos Seminários, tendo como tema a frase bíblica “Jesus chamou os que queria e foram ter com Ele” (Mt.3,13).

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up