Fotografia: DM

Coordenadores da Pastoral Universitária exortados a melhorarem o mundo

A missa da Pastoral Universitária, na Igreja dos Terceiros, foi presidida pelo padre Eduardo Duque.

Rita Cunha
18 Out 2020

Cerca de três dezenas de coordenadores de atividades assumiram o compromisso público para com a Pastoral Universitária de Braga para o ano letivo que está a iniciar. Neste momento de partilha e oração, que teve lugar ao final da tarde de hoje na Igreja dos Terceiros, o padre Eduardo Duque destacou a importância de se olhar para o fim e não fazer atividades por fazer, ou seja, «ser uma igreja em processo e em relação com as pessoas para as levar a refletir e a procurar o sentido da vida».

Fazendo alusão aos tempos «diferentes» e «incertos» que o mundo vive, o responsável começou por lembrar a necessidade de «pensar de novo as coisas». «Este tempo pandémico é, por excelência, o momento para vivermos e pensarmos de novo a nossa vida», disse.

O sacerdote aproveitou para relevar o lado positivo do tempo presente: «possivelmente há muitos ganhos neste tempo de incerteza e instabilidade», disse, desafiando os presentes a viver «de forma mais intensa» e a fazer «perguntas mais duráveis».

Ao grupo que ontem foi recebido, o responsável pela Pastoral Universitária de Braga pediu que «seja preciso nas suas ações» e que «ajude o mundo a ser melhor». «O cristão é relação por excelência. Temos de ser relação uns com os outros. O que fica é a relação de amor, o fazer as coisas em conjunto. O que fica é o coração das pessoas a ser trabalhado», vincou.





Notícias relacionadas


Scroll Up