Fotografia: Jorge Oliveira

Bienal de Arte de Vila Verde cumpre «missão» de promover jovens talentos

Evento decorre até 27 de novembro com exposição, residência artística e ciclo de conferências

Jorge Oliveira
17 Out 2020

O Município de Verde Verde inaugurou hoje, na Biblioteca Professor Machado Vilela, a 11. º edição da Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde, apontada como a mais internacional de sempre e das mais participativas, já que conta com 78 obras em diferentes modalidades de 52 artistas nacionais e estrangeiros.

Na sessão inaugural, a vereadora da Cultura, Júlia Fernandes salientou que este evento artístico tem cumprido a sua missão ao longo dos anos, constituindo uma rampa de lançamento para os jovens talentos, nacionais e internacionais.

«A Bienal tem cumprido a sua missão de ser um palco de promoção de telentos e muitos dos jovens artistas aqui premiados já dão cartas no mundo artístico», disse Júlia Fernandes.

Este ano, devido à pandemia de Covid-19, a Bienal Internacional poderá ser visitada também virtualmente. As obras deste que é o maior evento artístico de Vila Verde estão disponíveis para fruição num vídeo na página de Facebook da Bienal e na página do Município na Internet.

«É um desafio diferente do que temos tido nas edições anteriores, mas não podíamos deixar de fazer a Bienal quando sabemos das muitas dificuldades que enfrenta o mundo das artes», disse  o presidente da Câmara de Vila Verde na sessão inaugural.

A Bienal decorre até 27 de novembro e além da exposição com as obras selecionados pelo júri inclui uma residência artística de Mónica Mindelis e alguns ciclos de conferências relacionados com a arte.





Notícias relacionadas


Scroll Up