Fotografia: Avelino Lima

Arquidiocese de Braga lança cooperativa para cuidar de terrenos agrícolas

“Terra convida” entrou hoje em funcionamento.

Jorge Oliveira
4 Out 2020

A Arquidiocese de Braga apresentou e assinalou hoje, dia da festa litúrgica de S. Francisco de Assis, o início da atividade da sua Cooperativa agrícola “Terra convida”, na Quinta do Seminário Conciliar, entre a Rua de Santa Margarida e a Rua de S. Vítor.

Sediada em Braga, a Cooperativa “Terra convida” tem como objetivos centrais e imediatos cuidar dos terrenos das entidades ligadas à Arquidiocese de Braga e rentabilizá-los, cultivando-os, fazer limpeza e cuidado das matas e floresta, assim como a manutenção dos jardins, entre outras ações.

Nesta fase inicial conta com quatro funcionários, além dos elementos dos órgãos sociais.

A “Terra convida” vai funcionar em articulação com algumas instituições da Arquidiocese como a Cooperativa de Solidariedade Social João Paulo II, fundada há alguns anos para cuidar da confeção e fornecimento de refeições, produtos de padaria, pastelaria e afins, tratamento de roupas, serviços de limpeza, etc.

«Não pretendemos o lucro. Basta o equilíbrio financeiro e ver que a terra está a ser cultivada, dum modo diferente, para proporcionar qualidade de produtos a serem consumidos, preferencialmente pelas nossas instituições», esclareceu o Arcebispo de Braga, acrescentando que o lançamento desta cooperativa «é mais uma aventura calculada» e pretende ser também um «sinal interpelativo» para que as comunidades paroquias da Arqudiocee «se interroguem sobre o modo de aproveitar os passais».

Os objetivos e propósitos foram divulgados pelo presidente da direção da cooperativa, o cónego Roberto Mariz,  o qual acentuou a premência de «cuidar e cultivar os terrenos da Arquidiocese e de suas entidades para que possam ser produtivos».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up